O Ponto e a Esfera

Este texto veio num momento de inspiração em que eu refletia acerca da Teoria dos Buracos Negros em conjunção com o Universo Fractal. Não sei se há Ciência nesses conceitos, estou compartilhando-o com o intuito de causar reflexões.

O Universo é Fractal.
Infinito para Fora e para Dentro.
Dentro de cada Ponto nesse Universo em que vivemos há um Universo em Potencial. Uma semente.
Há algumas sementes já desabrochadas.
As estrelas são um exemplo.
Dentro delas há um Universo típico.
A fronteira daquele Universo é a camada mais externa da Estrela.
As emissões estelares são descargas do excesso de energia daquele Universo.
O Sol é, então, um Buraco Negro e um Buraco Branco.
Negro pois há uma infinita densidade num Ponto em seu Centro.
Branco pois há uma infinita expansão na esfera que o Circunda.
O Ponto e a Esfera.
Contração e Expansão.
Continuamente, infinitamente.

Os Fractais

Um fractal é uma forma geométrica que pode ser dividida em diversas partes de si mesma e ainda assim continuar semelhante ao formato original. Eles independem de escala, ou seja, a figura pode ser vista tanto em macroescala (bem afastada, distante, com zoom negativo, diminuindo a imagem) ou em microescala (bem próxima, perto, com zoom positivo, aumentando a imagem) que ela mantém sua forma geométrica, suas proporcões, ou seja, seu desenho propriamente dito.

É interessante notar que esses “objetos” matemáticos são infinitos, tanto para “fora” quanto para “dentro”. Veja abaixo o comportamento de um fractal, em diversas escalas de zoom.

Aumento de 350 vezes do conjunto de Mandelbrot mostra os pequenos detalhes repetindo o conjunto inteiro.

Continue lendo