O Significado que nos Move

Tudo parece partir de um significado.

Aquilo que não tem significado, não tem motivos para existir. E se não há motivos para existir, então, mais cedo ou mais tarde, não mais existirá.

Toda pessoa que se sente perdida, está perdida em parte por não saber seu significado na vida. Não sabe, não sente, não intui, seu lugar na vida, sua função no esquema das coisas, do Universo, do Todo.

Esse vazio, esse buraco em si mesmo, muitas das vezes faz com que partamos em busca de um significado. Essa busca é o que fará com que a pessoa encontre aquilo que procura. É como uma luz, uma chama, o fogo orientador.

Porém, se a pessoa se encolher em si mesma, fechando-se, fará com que a dúvida permaneça e ganhe força. Talvez a leve a isolar-se cada vez mais, em todos os âmbitos. Provavelmente perca a vontade de fazer qualquer coisa. Porque, aos poucos, a falta de significado vai contaminando a vida dessa pessoa, como uma infecção, uma praga. Até que mesmo atos comuns do dia-a-dia se tornem totalmente inúteis para ela. Higienizar-se, alimentar-se, trocar-se… tudo passa a ser sem sentido. Até que a infecção chamada “Falta de Significado” alcance seu ápice, que é o vazio existencial completo e total. Nesse ponto, tudo é inútil. Tudo é vago. Tudo é trevas.

O nada absoluto impera.

E daí a pessoa se suicida.

É meu desejo que descanse em paz, Robin Williams… é meu desejo que você e que outras pessoas que se suicidaram ou que estão prestes a fazer isso, que vejam a verdade por trás da escuridão, por trás da luz, por trás de Tudo. Desejo que você e essas pessoas se lembrem de quem realmente são, das possibilidades que a existência proporciona, que se lembrem da dádiva de existir e experimentar. Experimentar… Experimentar…

Talvez o verdadeiro significado da vida seja esse. Experimentar tudo aquilo que quiser. Fazer o melhor que puder, da forma que quiser. Abrir os olhos e absorver a dádiva de estar aqui. Regozijar-se, banhar-se em tudo o que nos é ofertado, desde as mais simples.

O respirar.

O caminhar.

O observar o mundo. O céu. A terra.

O ouvir os sons do mundo.

O sentir com as mãos, com os pés, com o corpo.

Sensibilize-se para a vida. Aproveite a vida, aproveite o dia.

Carpe Diem!

3 ideias sobre “O Significado que nos Move

  1. Otimo texto!!!
    Com essa “vida sem significa do” você se referia a depressão? Pois esta com o tempo afeta o corpo todo voce perde a vitalidade ate n conseguir mais sair da cama ou coisa pior…

  2. Gostaria de um esclarecimento dos estudiosos, a respeito do que é de fato uma mente de labirinto…. pois tenho um amigo que disse que tem a mente de labirinto, eu gostaria de esclarecer esse amigo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *